quarta-feira, 18 de abril de 2018

Falecimento de Artur Gomes 1966 / 2018

Se me amas, não chores mais!

«A morte não é nada.
Apenas passei ao outro mundo.
Eu sou eu. Tu és tu.
O que fomos um para o outro ainda o somos.

Dá-me o nome que sempre me deste.
Fala-me como sempre me falaste.
Não mudes o tom a um triste ou solene.
Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos.
Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo.

Que o meu nome se pronuncie em casa,
como sempre se pronunciou.
Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.
A vida continua significando o que significou:
continua sendo o que era.
O cordão de união não se quebrou.

Porque estaria eu fora dos teus pensamentos,
apenas porque estou fora de tua vista?
Não estou longe,
Somente estou do outro lado do caminho.
Já verás, tudo está bem.

Redescobrirás o meu coração,
e nele redescobrirás a ternura mais pura.
Seca as tuas lágrimas e, se me amas,
não chores mais.»

(Santo Agostinho)

A direção do Agrupamento de escuteiros de Nogueiró, envia a toda a Familia, Sentidas Condolências.

sábado, 14 de abril de 2018

Folhinha nº 579 de 16 a 22 de abril de 2018








Folhinha boletim interparoquial nº 579 de 16 a 22 de abril de 2018
Paróquias de:
- Divino Salvador de Nogueiró,
- Santa Eulália de Tenões,
- S. Pedro de Este
Intenções das missas e informações das 3 paróquias







segunda-feira, 9 de abril de 2018

Folhinha nº 578 de 09 a 15 de abril de 2018


Folhinha boletim interparoquial nº 578 de 09 a 15 de abril de 2018
Paróquias de:
- Divino Salvador de Nogueiró,
- Santa Eulália de Tenões,
- S. Pedro de Este
Intenções das missas e informações das 3 paróquias






sábado, 7 de abril de 2018

domingo, 1 de abril de 2018

Folhinha nº 577 de 02 a 8 de abril de 2018








Folhinha boletim interparoquial nº 577 de 02 a 8 de abril de 2018
Paróquias de:
- Divino Salvador de Nogueiró,
- Santa Eulália de Tenões,
- S. Pedro de Este
Intenções das missas e informações das 3 paróquias







Cristo Ressuscitou, ALELUIA


sexta-feira, 30 de março de 2018

Oração final do Papa Francisca - Via Sacra Roma 2018






Senhor Jesus, o nosso olhar está voltado para ti, cheio de vergonha, de arrependimento e de esperança. Diante do teu supremo amor, atravessa-nos a vergonha por ter-te deixado só, a sofrer pelos nossos pecados:
A vergonha por termos escapado diante da prova, apesar de te termos dito milhares de vezes: “ainda que todos te deixem, eu não te abandonarei nunca”;
A vergonha de termos escolhido Barrabás, não a ti; o poder e não a ti; a aparência e não a ti; o deus-dinheiro e não a ti; a mundanidade e não a eternidade;
A vergonha de te termos tentado com a boca e o coração cada vez que nos encontramos perante uma provação, dizendo-te: “se és o Messias, salva-te e acreditaremos!”;
A vergonha porque tantas pessoas, mesmo alguns ministros teus, se deixaram enganar pela ambição e pela glória vã, perdendo a sua dignidade e o seu primeiro amor;
A vergonha porque as nossas gerações estão a deixar aos jovens um mundo partido pelas divisões e pelas guerras; um mundo devorado pelo egoísmo, onde os jovens, os pequenos, os doentes, os idosos são marginalizados;
A vergonha de termos perdido a vergonha; Senhor Jesus, dá-nos sempre a graça da santa vergonha!
A esperança, porque a tua mensagem continua a inspirar, ainda hoje, tantas pessoas e povos, porque só o bem pode derrotar o mal e a maldade, só o perdão pode derrubar o rancor e a vingança, só o abraço fraterno pode dissipar a hostilidade e o medo do outro;
A esperança, porque o teu sacrifício continua, ainda hoje, a emanar o perfume do amor divino que acaricia os corações de tantos jovens que continuam a consagrar-te as suas vidas, tornando-se exemplos vivos de caridade e de gratuidade neste nosso mundo devorado pela lógica do lucro e do ganho fácil;
A esperança, porque tantos missionários e missionárias continuam, ainda hoje, a desafiar a consciência adormecida da humanidade, arriscando a vida para te servir nos pobres, nos descartados, nos imigrantes, nos invisíveis, nos explorados, nos que passam fome e nos presos;
A esperança, porque a tua Igreja, santa e feita de pecadores, continua, ainda hoje, apesar de todas as tentativas de a desacreditar, a ser uma luz que ilumina, encoraja, alivia e testemunha o teu amor sem limites pela humanidade, um modelo de altruísmo, uma arca de salvação e uma fonte de certeza e de verdade;
A esperança, porque da tua cruz, fruto da avidez e da cobardia de tantos doutores da lei e hipócritas, jorrou a ressurreição, transformando as trevas do túmulo no fulgor da aurora do Domingo sem fim, ensinando-nos que o teu amor é a nossa esperança; Senhor Jesus, dá-nos sempre a graça da santa esperança!
Ajuda-nos, Filho do homem, a despojarmo-nos da arrogância do ladrão posto à tua esquerda, dos míopes e dos corruptos, que viram em ti uma oportunidade a explorar, um condenado a criticar, um derrotado para zombar, mais uma ocasião para empurrar para os outros, até para Deus, as próprias culpas.
Pedimos, pelo contrário, Filho de Deus, que personifiquemos o bom ladrão que te viu com olhos cheios de vergonha, de arrependimento e de esperança; que, com os olhos da fé, viu na tua aparente derrota a divina vitória e, assim, se ajoelhou diante da tua misericórdia e, com honestidade, roubou o paraíso.
Amén.
(Papa Francisco)


Os textos das meditações sobre as catorze Estações do rito da Via-Sacra deste ano foram escritos por quinze jovens, com idades entre 16 e 27 anos. Vejam aqui







Semana Santa de Braga 2018 | Procissão do Enterro do Senhor (direto)








17:00h ÀS 18:00 h. JESUS É SEPULTADO.


O RELÓGIO DA PAIXÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

17:00h ÀS 18:00 h. JESUS É SEPULTADO.

“... foi sepultado segundo as Escrituras...” (1 Cor 15, 4)

SEPULTARAM O CORPO DE JESUS

Foi-lhe dada sepultura ao lado de facínoras e ao morrer achava-se entre malfeitores, se bem que não haja cometido injustiça alguma, e em sua boca nunca tenha havido mentira. (Is 53, 9)

... O depositou num sepulcro novo, que tinha mandado talhar para si na rocha. (Mt 27, 60)

No lugar em que ele foi crucificado havia um jardim, e no jardim um sepulcro novo, em que ninguém ainda fora depositado. Foi ali que depositaram Jesus por causa da Preparação dos judeus e da proximidade do túmulo. (Jo 19, 41-42)

... Depois rolou uma grande pedra à entrada do sepulcro e foi-se embora. (Mt 27, 60)

AS MULHERES JUNTO AO SEPULCRO

- Para onde foi o teu amado, ó mais bela das mulheres? Para onde se retirou o teu amigo? Nós o buscaremos contigo. - O meu bem-amado desceu ao seu jardim, aos canteiros perfumados; para apascentar em meu jardim, e colher lírios. (Cant 6, 1-2)

Maria Madalena e Maria, mãe de José, observavam onde o depositavam. (Mc 15, 47)
As mulheres, que tinham vindo com Jesus da Galileia, acompanharam José. Elas viram o túmulo e o modo como o corpo de Jesus ali fora depositado. Elas voltaram e prepararam aromas e bálsamos... (Lc 23, 55-56)

Pai Nosso..., Ave Maria..., Glória ao Pai...
Pela sua dolorosa Paixão; tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro.
Meu Jesus, perdão e Misericórdia, pelos méritos de Vossas santas Chagas.


(Toca de Assis)

16:00 h. JESUS , DESCIDO DA CRUZ E DEPOSTO NOS BRAÇOS DE MARIA.


O RELÓGIO DA PAIXÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. 

16:00 h. JESUS , DESCIDO DA CRUZ E DEPOSTO NOS BRAÇOS DE MARIA.

Após suportar em sua pessoa os tormentos, alegrar-se-á de conhecê-lo até o enlevo. O Justo, meu Servo, justificará muitos homens, e tomará sobre si suas iniquidades. Eis por que lhe darei parte com os grandes, e ele dividirá a presa com os poderosos: porque ele próprio deu sua vida, e deixou-se colocar entre os criminosos, tomando sobre si os pecados de muitos homens, e intercedendo pelos culpados. (Is 53, 11-12)

JOSÉ DE ARIMATEIA PEDE O CORPO DE JESUS

“Não permitireis que Vosso Santo conheça a corrupção...” (Sal 16, 10)
Depois disso, José de Arimateia, que era discípulo de Jesus, mas ocultamente, por medo dos judeus, rogou a Pilatos a autorização para tirar o corpo de Jesus... (Jo 19, 38)

Havia um homem, por nome José, membro do conselho, homem reto e justo. Ele não havia concordado com a decisão dos outros nem com os atos deles. Originário de Arimateia, cidade da Judéia, esperava ele o Reino de Deus. Foi ter com Pilatos e lhe pediu o corpo de Jesus. (Lc 23, 50-52)

Pilatos admirou-se de que ele tivesse morrido tão depressa. E, chamando o centurião, perguntou se já havia muito tempo que Jesus tinha morrido. Obtida a resposta afirmativa do centurião, mandou dar-lhe o corpo. (Mc 15, 44-45)

JOSÉ DE ARIMATEIA DESCE O CORPO DE JESUS E O ENVOLVE NUM PANO DE LINHO

“Pois o linho são as boas obras dos santos.” (Apc 19, 8)

Ele o desceu da cruz, envolveu-o num pano de linho... (Lc 23, 53)

... Foi, pois, e tirou o corpo de Jesus. Acompanhou-o Nicodemos (aquele que anteriormente fora de noite ter com Jesus), levando umas cem libras de uma mistura de mirra e aloés. Tomaram o corpo de Jesus e envolveram-no em panos com os aromas, como os judeus costumam sepultar. (Jo 19, 38-40)

Pai Nosso..., Ave Maria..., Glória ao Pai...
Pela sua dolorosa Paixão; tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro.
Meu Jesus, perdão e Misericórdia, pelos méritos de Vossas santas Chagas.


(toca de assis)

15:00 h. JESUS É TRANSPASSADO PELA LANÇA.


O RELÓGIO DA PAIXÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

15:00 h. JESUS É TRANSPASSADO PELA LANÇA.

Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3, 16)

A TERRA ESTREMECE

Enlaçavam-se as cadeias da habitação dos mortos, a própria morte me prendia em suas redes. Na minha angústia, invoquei o Senhor, gritei para meu Deus: do seu templo ele ouviu a minha voz, e o meu clamor em sua presença chegou aos seus ouvidos. A terra vacilou e tremeu, os fundamentos das montanhas fremiram, abalaram-se, porque Deus se abrasou em cólera. (Sal 17, 6-8)

“A terra tremeu, fenderam-se as rochas” (Mt 27, 51)

OS SEPULCROS SE ABREM

“Abrirei vossos túmulos e vos farei sair deles...” (Ez 37, 12)

“... terá uma posteridade duradoura...” (Is 53,10)

Os sepulcros se abriram e os corpos de muitos justos ressuscitaram. (Mt 27, 52)

O CENTURIÃO DÁ GLÓRIA A DEUS

Não basta que sejas meu servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os fugitivos de Israel; vou fazer de ti a luz das nações... (Is 49, 6)

Vendo o centurião o que acontecia, deu glória a Deus e disse: Na verdade, este homem era um justo. (Lc 23, 47)

O centurião e seus homens que montavam guarda a Jesus, diante do estremecimento da terra e de tudo o que se passava, disseram entre si, possuídos de grande temor: Verdadeiramente, este homem era Filho de Deus! (Mt 27, 54)

A MULTIDÃO

Suscitarei sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém um espírito de boa vontade e de prece, e eles voltarão os seus olhos para mim. Farão lamentações sobre aquele que traspassaram, como se fosse um filho único; chorá-lo-ão amargamente como se chora um primogênito! Naquele dia haverá um grande luto em Jerusalém... (Zc 12, 10-11)

Por sua causa, hão de lamentar-se todas as raças da terra... (Apc 1, 7)

E toda a multidão dos que assistiam a este espetáculo e viam o que se passava, voltou batendo no peito. (Lc 23, 48)

OS AMIGOS

Os amigos de Jesus, como também as mulheres que o tinham seguido desde a Galileia, conservavam-se a certa distância, e observavam estas coisas. (Lc 23, 49)

SANGUE E ÁGUA DO LADO ABERTO DO SALVADOR

Naquele dia jorrará uma fonte para a casa de Deus e para os habitantes de Jerusalém, que apagará os seus pecados e suas impurezas... (Zc 13, 1)
Os judeus temeram que os corpos ficassem na cruz durante o sábado, porque já era a Preparação e esse sábado era particularmente solene. Rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas e fossem retirados. Vieram os soldados e quebraram as pernas do primeiro e do outro, que com ele foram crucificados. Chegando, porém, a Jesus, como o vissem já morto, não lhe quebraram as pernas, mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e, imediatamente, saiu sangue e água. (Jo 19, 31-34)

O TESTEMUNHO DO DISCÍPULO

Todos os olhos o verão, mesmo aqueles que o traspassaram... (Apc 1, 7)

Olharão para aquele que transpassaram (Zc 12,10). (Jo 19, 37)

O que foi testemunha desse fato o atesta (e o seu testemunho é digno de fé, e ele sabe que diz a verdade), a fim de que vós creiais. Assim se cumpriu a Escritura: Nenhum dos seus ossos será quebrado (Ex 12,46). E diz em outra parte a Escritura: Olharão para aquele que transpassaram (Zc 12,10). (Jo 19, 35-37)

Pai Nosso..., Ave Maria..., Glória ao Pai...
Pela sua dolorosa Paixão; tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro.
Meu Jesus, perdão e Misericórdia, pelos méritos de Vossas santas Chagas.

(toca de assis)

14:00h ás 15:00h. JESUS MORRE NA CRUZ.


O RELÓGIO DA PAIXÃO
DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

14:00h ás 15:00h. JESUS MORRE NA CRUZ.

Em verdade, ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos: e nós o reputávamos como um castigado, ferido por Deus e humilhado. Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniquidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas. (Is 53, 4-5)

A QUINTA PALAVRA

Estendo para vós os braços; minha alma, como terra árida, tem sede de vós. Apressai-vos em me atender, Senhor, pois estou a ponto de desfalecer... (Sal 142, 6-7)

Em seguida, sabendo Jesus que tudo estava consumado, para se cumprir plenamente a Escritura, disse: Tenho sede. (Jo 19,28)

O VINAGRE

Na Minha sede deram-ME vinagre” (Sal 69, 22)

Havia ali um vaso cheio de vinagre. Os soldados encheram de vinagre uma esponja e, fixando-a numa vara de hissopo, chegaram-lhe à boca. (Jo 19, 29)

A SEXTA PALAVRA

“... e por meio Dele o desígnio de DEUS há de triunfar”. (Is 53, 10)

Havendo Jesus tomado do vinagre, disse: Tudo está consumado. (Jo 19, 30)

RASGOU O VÉU DO TEMPLO

Cristo, Sumo Sacerdote dos bens vindouros... Com seu próprio sangue, entrou de uma vez por todas no santuário, adquirindo-nos uma redenção eterna. (Heb 9, 11-12)

O véu do templo rasgou-se então de alto a baixo em duas partes. (Mc 15, 38)

A SÉTIMA PALAVRA DE JESUS NA CRUZ

Mas eu, confiado na vossa justiça, contemplarei a vossa face; ao despertar, saciar-me-ei com a visão de vosso ser. (Sal 16, 15)

“Jesus deu então um grande brado e disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito.” (Lc 23, 46)

A MORTE DE JESUS

...Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados - o Justo pelos injustos - para nos conduzir a Deus. Padeceu a morte em sua carne.. (1 Ped 3, 18)

Jesus de novo lançou um grande brado, e entregou a alma. (Mt 27, 50)

“Nisto conhecemos o amor: ELE deu a sua vida por nós.” (1 Jo 3, 16)

“Inclinou a cabeça e rendeu o espírito.” (Jo 19, 30)

Pai Nosso..., Ave Maria..., Glória ao Pai...
Pela sua dolorosa Paixão; tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro.
Meu Jesus, perdão e Misericórdia, pelos méritos de Vossas santas Chagas.

(Silêncio profundo...)


(toca de assis)

13:00 h. JESUS NOS DEIXA MARIA POR MÃE.


O RELÓGIO DA PAIXÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

13:00 h. JESUS NOS DEIXA MARIA POR MÃE.

Derramo-me como água, todos os meus ossos se desconjuntam; meu coração tornou-se como cera, e derrete-se nas minhas entranhas. Minha garganta está seca qual barro cozido, pega-se no paladar a minha língua: vós me reduzistes ao pó da morte. (Sal 21, 15-16)

AS MULHERES PERTO DA CRUZ

“Havia ali também algumas mulheres que de longe olhavam” (Mt 27, 54)
Achavam-se ali também umas mulheres, observando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e Salomé, que o tinham seguido e o haviam assistido, quando ele estava na Galileia; e muitas outras que haviam subido juntamente com ele a Jerusalém. (Mc 15, 40-41)

A MÃE DE JESUS DEBAIXO DA CRUZ

Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser uma causa de queda e de soerguimento para muitos homens em Israel, e a ser um sinal que provocará contradições, a fim de serem revelados os pensamentos de muitos corações... (Lc 2, 34-35)

“E uma espada transpassará a tua alma”. (Lc 2, 35)

Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena. (Jo 19, 25)

A TERCEIRA PALAVRA DE JESUS NA CRUZ

“Entre penas darás à luz aos teus filhos...” (Gen 3, 16)

Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa. (Jo 19, 26-27)

AS TREVAS SOBRE A TERRA

... Velarei os céus, obscurecerei as estrelas, cobrirei o solo de nuvens, e a lua cessará de clarear... Sobre a terra estenderei trevas... (Ez 32, 7-8)

“Escureceu-se o sol...” (Lc 23, 45)

Desde a hora sexta até a nona, cobriu-se toda a terra de trevas. (Mt 27, 45)

A QUARTA PALAVRA – O ABANDONO DE DEUS

Até quando, Senhor, de todo vos esquecereis de mim? Por quanto tempo ainda desviareis de mim os vossos olhares? Até quando aninharei a angústia na minha alma,... Até quando se levantará o meu inimigo contra mim? Olhai! Ouvi-me, Senhor, ó meu Deus! (Sal 12, 2-4)

Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste? (Mt 27, 46)

E à hora nona Jesus bradou em alta voz: Elói, Elói, lammá sabactáni?, que quer dizer: Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste? (Mc 15, 34)

Pai Nosso..., Ave Maria..., Glória ao Pai...
Pela sua dolorosa Paixão; tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro.
Meu Jesus, perdão e Misericórdia, pelos méritos de Vossas santas Chagas.


(toca de assis)

12:00 h. JESUS É DESPOJADO DAS VESTES E CRUCIFICADO.


O RELÓGIO DA PAIXÃO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

12:00 h. JESUS E DESPOJADO DAS VESTES E CRUCIFICADO.

... Vós renegastes o Santo e o Justo... Matastes o Príncipe da vida... (At 3, 14-15)

O GÓLGOTA

Jesus, querendo purificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora das portas. Saiamos, pois, a ele fora da entrada, levando a sua ignomínia. (Heb 13, 12-13)

Conduziram Jesus ao lugar chamado Gólgota, que quer dizer lugar do crânio. (Mc 15, 22)

DIVIDEM AS SUAS VESTES

... Repartiram as suas vestes, tirando a sorte sobre elas... (Mc 15, 24)

Depois de os soldados crucificarem Jesus, tomaram as suas vestes e fizeram delas quatro partes, uma para cada soldado. A túnica, porém, toda tecida de alto a baixo, não tinha costura. Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas deitemos sorte sobre ela, para ver de quem será. Assim se cumpria a Escritura: Repartiram entre si as minhas vestes e deitaram sorte sobre a minha túnica (Sl 21,19). Isso fizeram os soldados. (Jo 19, 23-24)

O MOTIVO DA CONDENAÇÃO

“Sou EU, quem ME sagrei um REI, em Sião, Minha montanha santa...” (Sal 2, 6)

Por cima de sua cabeça pendia esta inscrição: Este é o rei dos judeus. (Lc 23, 38)

Pilatos redigiu também uma inscrição e a fixou por cima da cruz. Nela estava escrito: Jesus de Nazaré, rei dos judeus. Muitos dos judeus leram essa inscrição, porque Jesus foi crucificado perto da cidade e a inscrição era redigida em hebraico, em latim e em grego. Os sumos sacerdotes dos judeus disseram a Pilatos: Não escrevas: Rei dos judeus, mas sim: Este homem disse ser o rei dos judeus. Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi. (Jo 19, 19-22)

JESUS É PREGADO NA CRUZ E CONTADO ENTRE OS MALFEITORES

“... Traspassaram minhas mãos e meus pés: poderia contar todos os meus ossos....” (Sal 21, 17-18)

“Que ferimentos são esses em tuas mãos? São ferimentos que recebi na casa de meus amigos”... (Zac 13, 6)

“... Gólgota. Ali o crucificaram...” (Jo 19, 18)

Crucificaram com ele dois bandidos: um à sua direita e outro à esquerda. [Cumpriu-se assim a passagem da Escritura que diz: Ele foi contado entre os malfeitores (Is 53,12).] (Mc 15, 27-28)

JESUS É ULTRAJADO NA CRUZ

Eu, porém, sou um verme, não sou homem, o opróbrio de todos e a abjeção da plebe. Todos os que me vêem zombam de mim; dizem, meneando a cabeça: Esperou no Senhor, pois que ele o livre, que o salve, se o ama. (Sal 21, 7-9)

...Se é rei de Israel, desça agora da cruz e nós creremos nele! (Mt 27, 42)

Os que iam passando injuriavam-no e abanavam a cabeça, dizendo: Olá! Tu que destróis o templo e o reedificas em três dias, salva-te a ti mesmo! Desce da cruz! Desta maneira, escarneciam dele também os sumos sacerdotes e os escribas, dizendo uns para os outros: Salvou a outros e a si mesmo não pode salvar! Que o Cristo, rei de Israel, desça agora da cruz, para que vejamos e creiamos! Também os que haviam sido crucificados com ele o insultavam. (Mc 15, 29-32)

A PRIMEIRA PALAVRA NA CRUZ

“Foi ELE que intercedeu pelos culpados... (Is 53, 12)

E Jesus dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. (Lc 23, 34)

A SEGUNDA PALAVRA DE JESUS

“O justo, Meu Servo, justificará a muitos...” (Is 53,11)

“Ainda hoje estarás coMigo no Paraíso” (Lc 23, 43)

Um dos malfeitores, ali crucificados, blasfemava contra ele: Se és o Cristo, salva-te a ti mesmo e salva-nos a nós! Mas o outro o repreendeu: Nem sequer temes a Deus, tu que sofres no mesmo suplício? Para nós isto é justo: recebemos o que mereceram os nossos crimes, mas este não fez mal algum. E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim, quando tiveres entrado no teu Reino! Jesus respondeu-lhe: Em verdade te digo: hoje estarás comigo no paraíso. (Lc 23,39-43)

VINHO COM MIRRA E FEL

“Puseram fel no Meu alimento... (Sal 68, 22)

Deram-lhe de beber vinho misturado com fel. Ele provou, mas se recusou a beber. (Mt 27, 34)

Pai Nosso..., Ave Maria..., Glória ao Pai...
Pela sua dolorosa Paixão; tende Misericórdia de nós e do mundo inteiro.
Meu Jesus, perdão e Misericórdia, pelos méritos de Vossas santas Chagas.


(toca de assis)

quarta-feira, 28 de março de 2018

terça-feira, 27 de março de 2018

Corrida Contra Relógio pelos Escadórios do Bom Jesus 2018 - 2ª etapa






Pelo terceiro ano e a convite dos organizadores da prova, os escuteiros de Nogueiró estão a colaborar nas 4 etapas da Corrida contra relógio pelos escadórios do Bom Jesus na nossa Freguesia de Nogueiró e Tenões. Este sábado, dia 24 de março 2018 foi realizada a segunda etapa.
as restantes etapas serão:
30 de Junho de 2018 - 17H
06 de Outubro de 2018 - 15H

A distância a percorrer é de 615 metros com um desnível positivo de 116 metros com 566 degraus para subir.
(não é obrigatório participar em todas as etapas, vê o regulamento no final e para mais informações vai até à página da organização <aqui>

ficam aqui algumas fotos da 2ª etapa:






























































































































































---------------------------------------------------
Regulamento 2018
O contra relógio é um evento de corrida em escadas, é um percurso apenas ascendente.
Este ano está inserido nas atividades da Braga Cidade Europeia do desporto.
Os atletas partirão separadamente entre si por segundos a estipular pela organização mediante o número total de inscritos, não superior a 60 segundos.
A distância a percorrer é de 615 metros com um desnível positivo de 116 metros com 566 degraus para subir.
O conceito do circuito das 4 estações consiste na realização de 4 etapas uma por cada estação do ano.
Todos os atletas que participem em 4 etapas apenas os 3 melhores tempos serão considerados.
A soma dos 3 melhores tempos de cada atleta dará o tempo final e será encontrado o vencedor absoluto do ano masculino e feminino.
Em caso de empate ganha o atleta que tenha obtido o melhor tempo, se ainda assim houver empate vencerá o atleta mais velho.
Haverá pódios nas 4 etapas sendo classificados os 3 primeiros masculinos e femininos dos seguintes escalões:
Crianças até 12 anos
Seniores
Vet. 40
Vet. 50
Aos vencedores de cada categoria:
Equipas (Mistas/femininas/masculinos) ­


Datas: Sábados
06 de Janeiro de 2018 - 15H
24 de Março de 2018 -15H
30 de Junho de 2018 - 17H
06 de Outubro de 2018 - 15H

Horário para corrida:
 Apenas entre as 15H00 às 16H00 (1ª / 2ª e 4ª etapas)
Apenas entre as 17H00 às 18H00 (3ª etapa)
A estafeta de 2 elementos terá a passagem de testemunho (o chip de dedo) que será transmitido a meio do percurso (varanda de pilatos) , sendo que o 2 º atleta faz a partir daqui. Em relação ao valor da inscrição são 5 € para os dois participantes. 

Idade mínima de participação
Não há, visto ser apenas uma corrida de 615 metros.

Escalões
Individual: Masculino / Feminino
Crianças até 12 anos
Séniores
Vet. 40
Vet. 50
Estafeta – Masculino / Feminino / Mista
Inscrições
As inscrições terão o valor de 3 € por etapa como individual
Inscrição para o Circuito (4 etapas) = 10 €
5 € para estafeta (2 elementos) por etapa ou 16 € para o Circuito(4 Etapas)
Para o seguinte e-mail: (adn.contrarelogio@gmail.com)
Ou ainda
Diretamente na Loja da RUNNING 7 em Braga, Av. Alfredo Barros nº13 Fraião 4715-350 Braga Nos seguintes horários:
Horário: Segunda a Sexta: 10h às 13h e das 14h às 20h Sábado: 10h às 13h e das 14h às 19h
NOME COMPLETO,DATA DE NASCIMENTO, Nº BILHETE DE IDENTIDADE OU CARTÃO DE CIDADÃO, EQUIPA SE FOR O CASO, TIPO DE PROVA PARA QUE SE INSCREVE
(INDIVIDUAL / ESTAFETA)
Só serão consideradas devidamente acompanhadas com o respetivo comprovativo de pagamento (no caso de inscrições para o e-mail)
transferência para o NIB: 0018 0000 00731302001 29 - Santander Totta
Data limite de inscrição para cada etapa, até às 24h00 da 4 ª Feira anterior à etapa que deseja participar.

ABERTURA DAS INSCRIÇÕES DIA 8 DE DEZEMBRO DE 2018
O valor da Inscrição dá direito:
Participação no evento
Seguro de acidentes pessoais
Abastecimento líquido
Dorsal único para todas as etapas
Prémios:
> A ORGANIZAÇÃO atribui medalhas aos 3 primeiros classificados masculinos e femininos dos seguintes escalões:
Crianças até 12 anos
Séniores
Vet. 40
Vet. 50
Será considerada a idade do atleta até ao fim do ano de 2018 para todas as 4 etapas.
Às 3 equipas classificadas: equipas (mistas / femininas / masculinas)
> A RUNNING 7 BRAGA, vai apoiar o evento com vouchers de desconto na sua loja.
> A CHURRASQUEIRA MARTINS, vai oferecer à equipa mais numerosa (atletas classificados) no sumatório das 4 etapas, um Leitão assado.
> O PARQUE CAMPISMO DE CERDEIRA vai premiar o vencedor absoluto e a vencedora absoluta do circuito das 4 estações com um voucher duplo em Bungalow.
>O Restaurante O GATO DO RIO apoia a CORRIDA CONTRA RELÓGIO DO ESCADÓRIO DO BOM JESUS DO MONTE, com a oferta de 2 vouchers no valor de ( 25 €) cada, para descontar em refeições. Serão sorteados por todos os finalistas de cada etapa.
> A GROSELHA ESPIM, vai adoçar a boca aos mais Jovens e mais rápidos nestas 4 etapas da Corrida Contra Relógio Escadórios Bom Jesus do Monte, com doces artesanais Bracarenses. Tens de ser um ou uma dos 3 mais rápidos até aos 12 anos.
> A MARQUES CARVALHO ÓPTICA - BRAGA, vai apoiar o evento com 3 vouchers de desconto na sua loja no Valor de 25€ .
> A EQUIVALENZA MINHO CENTER BRAGA,vai atribuir a todos os participantes da Corrida Contra Relógio dos Escadórios do Bom Jesus do Monte, 10 % de desconto na sua loja e ainda irá premiar o 1 º lugar das estafetas nos segmentos feminino / masculino e misto com um perfume para cada elemento da equipa vencedora de cada segmento.
> A FISIOJOANE apoia o evento com 3 vouchers de massagens nas suas instalações em Joane.
> A TOBOGÃ vai sortear 4 atividades de Canyoning, uma por cada etapa em moldes a ser anunciado oportunamente na página do evento no facebook. Vai também premiar o atleta masculino ou feminino que conseguir o melhor tempo do ano, com um voucher para uma atividade de Canyoning no valor de 60€.
> A NUTRIBIO,vai atribuir a todos os participantes 10 % de desconto na sua loja em Braga e ainda marcará presença em pódios.
Poderá haver outros prémios a sortear entre topos os participantes (os prémios sorteados entre os participantes só serão entregues se estes estiverem presentes no ato do sorteio)
Secretariado
O secretariado funcionará numa tenda montada junto à partida Sábado a partir das 14H30 até 15H30 no início do escadório (PÓRTICO), junto ao aceso ao elevador do bom Jesus (na parte de baixo), sendo que na 3 ª etapa (1 de Julho) será das 16H30 até às 17h30.
Abastecimentos: O abastecimento será somente no final da prova com os atletas a terem direito a água.
1 - Todos os participantes terão que efetuar o percurso definido. Será desclassificado quem não realizar o percurso definido pela organização.
A inscrição no evento pressupõe a aceitação das regras aqui estabelecidas.
Contactos do responsável pela prova:
José Carlos Sousa 96 269 50 61. 

Uma organização da ADN - Organização de Eventos Desportivos tem como parceiro o Clube de Orientação do Minho e o apoio da Confraria do Bom Jesus do Monte, da União de freguesias de Nogueiró e Tenões e da Câmara Municipal de Braga.